top of page
volta

Rituais e Receitas

Vela para o anjo da guarda

Para acender uma vela de anjo da guarda você necessita de uma vela palito ou uma vela de 7 dias. O ideal é que você possa coloca-la depois em um lugar alto e seguro. Para evitar incêndios ou acidentes ter um castiçal com proteção de vidro é muito recomendável. O lugar alto é para que ela possa atuar do alto de sua cabeça para baixo te limpando e purificando. Acenda a vela, coloque-se de joelhos ou em atitude de reverência, eleve a vela acima de sua cabeça, e recite estas palavras: "Amado Deus, meu pai, meu protetor, agradeço a vós pelo anjo que colocaste na minha vida, e agradeço a ele toda a proteção, aconselhamento e amparo que tem me oferecido nesta minha jornada. Ofereço a vós meu amado companheiro esta vela branca, para que através dela possa me auxiliar me purificando, esgotando todo meu negativismo, me fortalecendo e me colocando em contato direto com você. Que assim seja". Coloque a vela com cuidado em seu devido lugar. Se sua intuição for alertada para isto ofereça também um copo com água ao seu anjo da guarda. Nada lhe impede de ir criando a sua própria oração, quanto mais ela tocar seu coração melhor.

Melhor vela palito ou vela de 7 dias? Depende muito, quem é médium ativo e trabalha sempre no seu terreiro, melhor a de 7 dias, já pessoas que não trabalham com mediunidade, uma vela palito por semana vai bem. Agora se estiver passando por muitos desafios e você sente fraquejar em muitos momentos, melhor a de 7 dias, pelo menos por um tempo.

Vela para Guias e Orixás da direita

Para acender uma vela para seu Guia ou Orixá você necessita de uma vela palito ou uma vela de 7 dias na cor adequada do Guia ou Orixá. Na dúvida consulte nossa pagina de estudos no menu Umbanda Sagrada. O ideal é que você possa colocar a vela acesa em um lugar alto e seguro, pode ser dentro ou fora de casa. Para evitar incêndios ou acidentes ter um castiçal com proteção de vido é muito recomendável. O lugar alto é para que ela possa atuar do alto de sua cabeça para baixo te limpando e purificando. Acenda a vela, coloque-se de joelhos ou em atitude de reverência, eleve a vela acima de sua cabeça, e recite estas palavras: "Amado Deus, meu pai, meu protetor, agradeço a vós pelos sagrados Orixás e Guias que tem me amparado e protegido na minha caminhada. Ofereço esta vela de cor (citar a cor) para (dizer o nome do Orixá ou Guia). Para que através dela você possa me auxiliar, purificar, acalmar, intuir o caminho correto, me amparando e protegendo com seus mistérios, para que assim eu possa superar meus desafios, caminhando assim na direção da minha evolução e equilíbrio. Que assim seja." Você pode completar esta oração sendo específico nos seu pedidos e agradecimentos, também é possível criar outras orações, o importante é que ela toque a seu coração. Se não souber o que pedir para cada Orixá ou guia consulte nossa pagina de estudos. Se achar que as necessidades são grandes, talvez seja melhor fazer uma oferenda do que apenas uma vela, neste caso consulte a pagina de estudos.

Vela branca = Oxalá, rosa = Oxum, verde = Oxóssi, marrom = Xangô, Azul escuro = Ogum, Violeta = Obaluaiê, azul claro = Iemanjá, azul escuro = Logunan, branca = Oxumaré, laranja = Egunitá, amarela = Iansã, lilás = Nanã, roxa = Omulu

Melhor vela palito ou vela de 7 dias? Depende muito, se o tamanho do desafios que está enfrentando atualmente é grande, melhor a de 7 dias, apenas por um tempo. Em geral para maioria das pessoas e médiuns uma vela semanal ou quinzenal, conforme a intuição e necessidade.

Banho de ervas

Para um banho de ervas você vai precisar de ervas secas ou frescas e um litro de água. Em geral de 3 a 7 colheres de sopa de ervas para cada litro de água, que banha bem uma pessoa. Se o banho for recomendado por um Guia, use as ervas que ele indicou, se você está fazendo por conta e está em dúvida, consulte nossa pagina de estudos no menu Umbanda Sagrada, lá tem banho para várias necessidades. Se a erva for fresca, você usa água morna e macere as ervas com as mãos em um litro de água, faça até sentir que extraiu o sumo da planta. Enquanto estiver macerando vá pedindo que este banho possa ser abençoado e que possa te ajudar lhe trazendo (faça seus pedidos). Deixe o macerado na água descansando por uma hora, após este tempo coe. Se a erva for seca, aqueça um litro de água até atingir a fervura, apague o fogo e acrescente as ervas, mexa um pouco e abafe com um prato ou tampa, deixe descansar por 1 ou 2 horas e coe. Com o banho pronto em uma vasilha reze o banho fazendo o sinal da cruz sobre ele com as mãos, diga estas palavras: "Amado Deus, meu pai, meu criador, peço sua licença para cruzar este banho na força de meu pai Oxóssi e meu pai Obaluaiê, para que aqui se abra o portal divino destes meus amados orixás e que possa imantar estas ervas, tornando-as essências divinas, e que elas possam atuar no meu corpo físico e energético, me purificando, transmutando todas as energias negativas, me limpando, me protegendo, me curando, me harmonizando, me equilibrando, me fortalecendo, ativando minha intuição, me colocando em contato com meus Guias e Orixás. Que assim seja". Repetir a oração mais 2 vezes e depois se banhar. Os banhos podem sim ser tomados de corpo todo, incluindo a cabeça, salvo se os Guias recomendarem diferente. A reza acima pode ser modificada, pode-se acrescentar outros Orixás, ou Guias, ou simplesmente cruzar em nome de Deus. Pode-se pedir outras coisas ou completar a lista aqui presente. Seguir a intuição e o coração são sempre recomendáveis.

Exemplos de Banhos:

Limpeza: orégano, folha de mamona, aroeira, folha de limão, guiné (forças de Oxalá e Ogum)

Energização: folha de café, folha de beterraba, quebra pedra, canela em pau, folha laranjeira, arnica (forças de Xangô e Egunitá)

Proteção: sálvia, embaúba, sete sangrias, boldo, capim cidreira, folha pitanga, gengibre (forças de Ogum e Obaluaiê)

Para defumar a casa

Escolha algumas ervas secas para ter em casa, e compre também algum tipo de resina ritualistica. Seguem alguns exemplos de ervas, seguida de exemplo de resinas:

 

Ervas

Harmonizar: alfazema, alecrim, erva doce, levante, rosa branca

Equilibrar: manjericão, tomilho, girassol, hortelã, sálvia

Limpar e Descarregar: arruda, casca de alho, folha de tabaco, guiné, dandá da costa

Energizar: casca de laranja, aniz estrelado, cravo da india, louro, jasmim

 

Resinas (as mais comumente encontradas)

Bejoim - limpeza e descarrego

Olíbano - equilíbrio e harmonia

Mirra - limpeza e descarrego

Incenso - equilíbrio e harmonia

Escolhidas as ervas e resinas, triture-as com um pequeno pilão, ou com as mãos, acenda um pouco de carvão em um turibulo ou uma latinha presa com arames. Com o carvão em brasa se posicione na casa, na frente se for energizar ou no fundo se for descarregar. Comece a cantar pontos de defumação intercalados com rezas e pedidos para a sua casa receber o axé. Se for energizar e pedir boas coisas venha da frente para o fundo, se for descarrego vá ordenando que saia toda energia e seres ruins e leve-os do fundo para porta a fora enquanto canta e reza. Ao final agradeça as forças que te ampararam, guias mentores e orixás. Lembre de tratar todos elementos do ritual com muito respeito. Terminado tudo deixe o carvão apagar naturalmente do lado de fora de casa. As sobras depois de tudo apagado descarte em um jardim.

Firmando as forças da esquerda em casa

Firmar as forças da esquerda significa firmar seu Exu, Pombagira e Exu Mirim de trabalho, que são guias que normalmente trabalham nos protegendo, e quando se é médium de Umbanda eles incorporam em grias específicas.

Todo mundo precisa firmar a esquerda? A princípio não. Mas pensemos que temos companheiros especialistas em alguns assuntos pesados, mas esses amigos não são intrometidos na grande maioria da vezes. Estão ali e não se metem a não ser que sejam chamados. Eles podem ajuda muitas pessoas, e quanto mais a pessoa resolve trabalhar na Umbanda, mais precisará desses "amigos especialistas". Uma pessoa "normal", que não é trabalhador, pode fazer uma firmeza a cada 3 meses, ou quando sentir que precisa. Já um sacerdote deve firmar toda semana, e as vezes até mais do que uma por semana.

Os guias da direita e Oriás da direita devem ser firmados preferencialmente do lado de dentro da casa, apartamento ou terreiro. Os guias e orixás da esquerda devem fser firmados do aldo de fora da casa, terreiro, ou no caso de apartamento, o melhor local é a lavanderia ou sacada.

Para Exu usaremos uma vela preta e meio copo de uma bebida destilada, em geral pinga, também chamada de marafo e um charuto aceso. Para Exu Mirim uma vela bicolor vermelho e preto, um copo de pinga com mel e um cigarro comum. Para Pombagira, uma vela vermelha, um copo de champagne, uma cigarrilha, ou cigarro.

Desenhe um triangulo com giz no chão de tamnho suficeinte que caibam os elementos, na parte de cima do triangulo posicione os elementos de EXU, no lado direito embaixo, o de Pombagira, e na outra ponta o de Exu Mirim.

Fazer a invocação já com os elementos posicionados e acesos. Laroye Exu, Exu é Mojubá, Laroye a Pombagira, Pombagira é saravá, Laroye Exu Mirim, Exu Mirim é Mojubá. Bata palmas 3 vezes. Repita a oração: Meu Exu de trabalho, peço que aceite e receba minha oferenda simbólica de firmeza de suas forças, para que através dela o senhor possa me auxiliar em meus pedidos que são estes..... E peço também que me proteja, me dê força e vitalidade, me intua sobre as melhores decisões a serem tomadas. Minha Pombagira de trabalho peço que aceite e receba essa oferenda simbólica de ativação de seus mistérios em minha vida, e que se for do meu merecimento que atenda meus pedidos que são estes....E peço que irradie alegria e o desejo das coisa boas na minha vida. Exu Mirim peço que aceite e receba essa oferenda simbólica ativando sua força em minha vida, e que atenda meus pedidos se for merecedor que são estes.....E que minhas boas intenções possam ser abençoadas por suas energias, descomplicando e desenrolando minha vida, projetos e caminhada. Que assim Seja

Encerrar com a saudação Laroye Exu, Exu é Mojubá, Laroye a Pombagira, Pombagira é saravá, Laroye Exu Mirim, Exu Mirim é Mojubá. Obrigado a todas minhas forças da esquerda. Bata palmas 3 vezes. Deixe os elementos queimarem. No dia seguinte pode descartar os restos de bebidas na pia, restos de vela e cigarros no lixo. Se usar copo de vidro, lave-os e guarde-os somente para esse tipo de uso.

Ritual da Prosperidade

Na força de Exu do Ouro, para ser feito em casa ou no comércio

Materiais:

-1 prato de barro ou alguidar raso;

- 7 moedas de 1 real;

- 200 ml de azeite de dendê;

- 1 vela de 7 dias amarela e preta (bicolor) ou vela de mel ou vela preta

- 1 potinho de pó de ouro (pirita moída).

Procedimentos:

 

Montar o trabalho com as 7 moedas ao redor do  centro do prato (parte interna), espalhando o pó de ouro no interior do círculo formado pelas moedas e colocando o azeite de dendê por cima dos elementos. Firmar a vela para Exu do Ouro no centro do prato.

Iniciando pela porta da cozinha, pegar o prato nas mãos e passar próximo das paredes por todos os cantos da casa, pelo lado de dentro da casa e no sentido anti-horário, pedindo o esgotamento das seguintes energias: miséria, quebra financeira e desvio de dinheiro.

Depois repetir a mesma ação, no sentido horário, pegar o prato e passar por todos os cantos da casa, pedindo para potencializar e dar caminho ao setor financeiro, abertura de caminhos, fartura, prosperidade. Deixe queimando a vela do lado de dentro da casa, atrás da porta da sala. Normalmente trabalhos de esquerda devem ficar fora, esse foge a regra pois queremos que a casa seja imantada por dentro na força da prosperidade.

Após o término dos 7 dias, ou com o termino da vela, limpe prato com papel toalha, lave e guarde para repetir o ritual, restos de vela e pó de ouro vão para o lixo, colocar as moedas em circulação no mercado, gastando com comida ou coisas positivas. Enquanto vai circulando recomenda-se cantar ponto de Exu do ouro, abaixo tem um link como exemplo.

https://www.youtube.com/watch?v=-w7B0Q5J59U 

Veja também um ritual da prosperidade completo com várias etapas que temos em nosso templo clicando aqui

Ritual para causas na Justiça

 

Na força de Exu do fogo, para ser feito do lado de fora de casa.

Materiais:

- 1 alguidar;

- 500 ml de azeite de dendê;

- 7 pedaços de carvão;

- 7 papéis escritos com os nomes dos envolvidos no processo jurídico, sendo eles:

     1) Nome do interessado 1

     2) Nome do advogado do interessado 1

     3) Nome do interessado 2

     4) Nome do advogado do interessado 2

     5) “Bem” ou motivo do processo

     6) Divisão ou acordo pretendido

     7) Força espiritual (Exu do Fogo)

- Cera de abelha ou banha de carneiro

- Álcool.

 

Procedimentos:

- Enrolar cada papel nos carvões e revestir com a cera de abelha derretida ou com a banha.

- Colocá-los no alguidar e passar azeite de dendê por cima.

- Colocar álcool no centro do alguidar.

- Acender e saudar Exu do Fogo: “Laroyê Exu do Fogo, Exu do fogo é mojubá. (bater palma 3 vezes).Peço ao Sr. Exu do Fogo, andamento da minha situação jurídica”.

Durante 7 dias, colocar um pouco mais de álcool e atear fogo no alguidar sempre no mesmo horário. Não tem problema se os papeis já tiverem queimado, repete a saudação e pedido acima.

Importante na parte da divisão ou acordo pretendido (papel 6), lembre de ser equilibrado(a) no acordo pretendido, tem que ser bom para as duas partes. A balança de Xangô tem que ser equilibrada, caso contrario pode demorar ou se tornar inviável.

anjo guarda
vela guia e orixa
defumação
banho de ervas
esquerda
prosperidade
justiça
bottom of page