top of page

Em construção...

Ponto De Abertura 1

 

Pisa na Umbanda, pisa devagar.

Afirmar os pensamentos

Que é pra não tombar

 

A mamãe sereia, rainha do mar

Dê a sua benção

Para este Congá.

 

Ponto De Abertura 2

 

Vou abrir minha Jurema

Vou abrir meu Jurema

Vou abrir minha Jurema

Vou abrir meu Jurema

Com licença de mamãe Oxum

E de Nosso Pai Oxalá

Com licença de mamãe Oxum

E de Nosso Pai Oxalá

 

Já abri minha Jurema

Já abri meu Jurema

Já abri minha Jurema

Já abri meu Jurema

Com licença de mamãe Oxum

E de Nosso Pai Oxalá

Com licença de mamãe Oxum

E de Nosso Pai Oxalá

 

 

Defumação 1

 

Nossa senhora

incensou a Jesus Cristo

Jesus Cristo incensou aos filhos seus

 

Eu incenso, eu incenso esta casa

Na fé de Oxóssi de Ogum e Oxalá

 

Vou incensando, vou defumando

a casa do bom Jesus da Lapa. (2x)

Defumação 2

 

Eu vi chegar

os cavaleiros de Aruanda

Ogum de ronda

que vem defumar(2x)

 

Defuma eu,

a coroa de Xangô

Sarava,Ogum,

Defuma,Babalaô

 

Defumação 3

 

Olha a mata queimou

cheirou guiné

Vamos defumar, filhos de fé

 

Defumação 4

 

Eu fui na mata apanhar guiné

Para defumar

os seus filhos de fé

Defuma eu, Babá,

Defuma eu, Babá

Pois esta casa

Também é de Oxalá

Defuma eu, Babá,

Defuma eu, Babá

Pois esta casa

também é de Oxalá

 

Defumação 5

 

Com licença, Pai Ogum

Filhos quer se defumar

A Umbandatem fundamento

É preciso preparar

Com incenso e benjoim

Alecrim e alfazema

Defumar filhos de fé Com as ervas da Jurema

 

Defumação 6

 

Defuma com as ervas da Jurema Defuma com arruda e guiné

Defuma com as ervas da Jurema Defuma com arruda e guiné

Benjoim, alecrim e alfazema

Vamos defumar, filhos de fé

 

Olorum

 

Os anjos tocam seus clarins

lá no Céu

Anunciando o alvorecer (2x)

 

Pai Olorum

que tudo vê lá deAruanda

Criou a Umbanda

pra seus filhos proteger(2x)

 

Oxalá

 

Pai Oxalá

Tu és a minha Fé

Louvemos a Ti agora

Ó meu Senhor

Nesse momento,

esqueço tudo

Firmo a minha cabeça

em nosso Pai Oxalá

Deixo tudo

do lado fora

Abro o coração

Pra louvar a Ti agora

  

Saudação a esquerda

 

La na porteira

eu deixei meu sentinela. (2x)

Eu deixei todos os Exus

tomando conta da cancela.

La na porteira

eu deixei meu sentinela. (2x)

Eu deixei as pombo giras

tomando conta da cancela.

La na porteira

eu deixei meu sentinela (2x)

Eu deixei Exus mirins

tomando conta da cancela.

La na porteira

eu deixei meu sentinela (2x)

Eu deixei pombo giras mirins

tomando conta da cancela.

 

Sete Linhas

 

Rei das demandas

é Ogum Megê

Quem rola as pedras

é Xangô, Caô

Flecha de Oxóssi

é certeira é, é, é,é

Oxaláé meu Senhor, ô,ô,ô,ô,ô

 

Sete Linhas de Umbanda

Sete Linhas pra vencer

Dentro das Leis de Oxalá

Ninguém pode perecer

Salve Oxum nas cachoeiras,

Iemanjá, deusa do mar,

Iansã pra defender,

Pai Ogum pra demandar

Mas Iansãpra defender

Pai Ogum pra demandar

 

Ogum Matinata 1

 

Que cavaleiro é aquele

Que vem cavalgando

pelo céu azul

É seu Ogum Matinata

Ele é defensor

Do Cruzeiro do Sul (bis)

 

Éee, éea, éee

Seu Cangira

Pisa na Umbanda

 

Ogum Beira-mar 2

 

Corococo canta o galo

Do alto daquela serra

É a falange de Ogum meu pai

Seu beira-mar está em terra

 

Ogum 3

 

Pisa na linha de Umbanda

Que eu quero ver

(Ogum Sete Ondas)

 Pisa na linha de Umbanda

Que eu quero ver

(Ogum Beira Mar)

 Pisa na linha de Umbanda

Que eu quero ver

 Ogum Iara Ogum Megê

Xangô 1

 

Ele bradou na aldeia

bradou na cachoeira

em noite de luar...

 

No alto da pedreira

vai fazer justiça

pra nos ajudar [2x]

 

Ele bradou na aldeia

kaô kaô

E aqui vai bradar

kaô kaô...

Ele é Xangô da pedreira

Ele nasceu na cachoeira

Lá no jurema [2x]

 

Xangô 2

 

Trovejou lá no céu

e o mundo balanceou, (2x)

 

Só não balanceou

a coroa de Xangô. (2x)

 

Xangô 3

 

Pedra rolou pai Xangô

Lá nas pedreiras

Afirma o ponto meu pai

Na cachoeira (2x)

 

Tenho meu corpo fechado

Xangô é meu protetor

Afirma o ponto meu pai

Pai de cabeça é Xangô (2x)

em breve teremos  mais...

bottom of page